29 de out de 2009

Minhas twittadas em outubro de 2009

Minhas twittadas em outubro de 2009

Educomunicação Ambiental no Brasil: entrevista com Heitor Queiroz de Medeiros -http://migre.me/a7MT
NCE/USP e Ondas do Rádio participam de congresso espanhol à distância hoje das 11h30 às 13h30 - http://migre.me/9JAK
Entrevista com Muniz Sodré pela TV Universitária da UFES. Fala sobre informática, pedagogia, ead, livros, etc...http://migre.me/9lO2
Josete Zimmer leva alunos a construir seus blogs p/ fixar aprendizagem de conteúdos - confira no blog Educomunicação:http://migre.me/9ik0
Aluno Repórter do Programa Nas Ondas do Rádio faz cobertura com profissionalismo - confira: http://migre.me/9ifE
Educomunicação e fluxo de relações na EAD - uma possibilidade real na área de mediação tecnológica -http://antoniaalves.blogspot.com/
Dicas de textos sobre Educomunicação: artigos e entrevista com Ismar de Oliveira Soares - http://antoniaalves.blogspot.com/

27 de out de 2009

Educomunicação ambiental no Brasil: entrevista com Heitor Queiroz de Medeiros

A jornalista Sucena Shkrada Resk do "Blog Cidadãos do Mundo", realizou entrevita com Heitor Queiroz de Medeiros, em julho e publicou em 26/10/2009, sobre educomunicação ambiental no Brasil. Medeiros é historiador e Doutor em Ecologia e Recursos Naturais é um dos fundadores da Revista Brasileira de Educação Ambiental. Também atua como professor-visitante na Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), na área de Mestrado em Ciências Ambientais, Departamento de Ciências Biológicas e Departamento de Agronomia.

"A educomunicação é importante pela capacidade de poder potencializar as informações em educação ambiental, principalmente com relação ao eixo não-escolarizado. É evidente, que dentro das escolas, também esse tipo de comunicação tem valor, mas é um locus específico de trabalho de professores e alunos," afirma o historiador.

"Uma coisa é trabalhar a educação dentro dos veículos de comunicação de massa e utilizar a capacidade de capilaridade que eles têm. Outra coisa é você ter a capacidade de fazer com que as pessoas possam produzir os seus próprios materiais educacionais e que isso se transforme em um projeto pedagógico, desde os sinais de fumaça ou rufar de tambores aos potenciais da Internet," esclarece.

Leia a entrevista na íntegra e saiba como o especialista responde às perguntas do Blog:

"Qual é o papel da Educomunicação e a sua importância no processo de empoderamento da sociedade? Quem são os principais atores no processo de Educomunicação e como acontece a capacitação? Empoderar os cidadãos significa substituir o papel do poder público na EA? Fale sobre a proposta da Revista Brasileira da Educação Ambiental."

23 de out de 2009

NCE/USP e Ondas do Rádio participam de congresso espanhol à distância hoje

"Educomunicação nas cidades creativas" é o tema de uma videoconferência do Congresso Internacional de Cidades Criativas que acontecerá hoje, dia 22/10/2009, em Madrid. Diretamente da USP, participam o coordenador do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE/USP) Ismar de Oliveira Soares e o professor Carlos Alberto Mendes de Lima, coordenador do Programa nas Ondas do Rádio.

Participam Patrícia Horta, Claudemir Viana. A participação pela Internet, mais especificamente no endereço http://www.canaluned.com/#frontaleID=F_RC&sectionID=S_TELUNE&videoID=3275 possibilita a participação de todos aqueles que se interessem pelo tema em diversos países.

Tudo também poderá ser acompanhado no Twitter do programa "para que o internauta possa participar fazendo comentarios e perguntas ao vivo," comenta Carlos Alberto. E&videoID=3275.

Hora da participação: 11h30 às 13h30 .


Programa Completo del I Congreso Internacional Ciudades Creativas

20 de out de 2009

E sua voz fez-se ouvir





“Comum ação” é o que significa a palavra comunicação. “E não é verdade?”, questiono. “Claro que é!”, clamam os protagonistas de uma nova forma de abordar as situações cotidianas pela utilização dos equipamentos tecnológicos, da Internet e suas ferramentas denominadas Web 2.0 que potencializam o poder desse exército de pequenos produtores de mídia.


São os educomunicadores que vão chegando como uma equipe de gansos voando em “V” em que todos se revezam no processo de liderança e amplia o poder do grupo. São crianças, adolescentes e jovens que caminham em direção à apropriação dos modos de produção midiáticos e comunicativos para produzirem eles mesmos a mensagem a ser enunciada.


Uns têm câmeras fotográficas e de vídeo nas mãos; outros gravadores digitais e analógicoas de prontidão em cada nova empreitada. Outros ainda equipam-se de seus celulares capazes de gravar e fotografar. Sua produção não é brincadeira, apesar de ser amadora. É fruto de um novo processo comunicacional que desponta em escolas, organizações do Terceiro Setor e iniciativas de alguns meios de comunicação.


Recentemente essa experiência foi noticiada na Vila Mariana, em São Paulo. Cem jovens mostraram ao Brasil e ao mundo sua produção educomunicativa durante a realização do VI Simpósio Brasileiro de Educomunicação, organizado pelo Núcleo de Comunicação e Educação em parceria com o Sesc-SP, o canal Futura, o Ministério do Meio Ambiente o Instituto Internacional de Jornalismo e Comunicação (IIJC).


A cobertura educomunicativa realizada por eles servirá de pesquisa aos estudiosos da área. Mais que isso: marca um novo momento histórico no protagonismo juvenil, muitas vezes incentivado e tantas outras, podado. A diferença dessa nova abordagem é que as relações são democráticas, dialógicas, interdiscursivas e criativas.


Paloma Garcia Dias de Herrera, 13 anos, considera-se “blogueira profissional”. Eis um motivo a se festejar: são os objetivos da Educomunicação fazendo-se presente na vida juvenil apontando caminhos a serem protagonizados.

18 de out de 2009

Entrevista com Muniz Sodré pela TV Universitária da UFES

O programa Corte Seco da TV Universidade Universidade Estadual de Feira de Santana (UFES) com Muniz Sodré. São três blocos em que o especialista aborda temas como ead, biblioteca mundial digital, copyright, digitalização de livros, domínio público, ecologia da máquina, filosofia/eletrônica, google, homem-máquina, mídia locativa.


Aborda a questão da digitalização dos livros sobre a inserção dos livros no Google. Muniz acredita que a remuneração do autor em questão de copy right deveria ser proporcionada pelo Estado por programas como bolsa de CNPQ. Dessa forma, o autor sentindo-se remunerado poderia disponibilizar gratuitamente suas obras na Internet.



Quando o Google se propõe a digitalizar os livros não seria democratização? Muniz acredita "que não é a multiplicação dos conteúdos que faz a democracia, mas a possibilidade que as pessoas reproduzam em seus respectivos lugares conteúdos culturais diferenciados. A simples distribuição apenas leva à repetição do que se distribuiu," defende.

Fala também sobre educação a distância, eletrônica, informática. Diz que a pedagogia ainda não compreendeu a questão da mídia. É preciso pensar nesse ambiente como ecologia da máquina...
Isso porque a máquina não é racional - sua fabricação, sim - em seu processo de construção, é sensível.




Virtualização do corpo...
Acredita "que ainda sabemos pouco da Internet..."
O "livro perdeu a centralidade simbólica... sua apresentação como uma única forma de acesso ao texto está condenada porque a leitura é cada vez mais plural...". Isso porque na internet se lê e escreve ao mesmo tempo, a isso Muniz chama de "lecto-escritura", não é mais leitura lineal pela possibilidade do hiperlink.

Vai a pena assistir a entrevista e compreender as novas possibilidades de leitura midiática...

17 de out de 2009

Josete Zimmer leva alunos a construir seus blogs para fixar aprendizagem de conteúdos

Outra educomunicadora que vem desenvolvendo um belo trabalho educomunicativo é a professora Josete Zimmer. No dia 25 de setembro, recebe na EMEF Teófilo Benedito Otton, a equipe da TV Cultura para apresentar o trabalho que a escola desenvolve sobre Blogs numa Perspectiva Transversal de Educação.

A reportagem foi produzida para o programa Almanaque Educação que é veiculado às terças-feiras, às 19:30h e reprisado aos sábados às 11 horas. "No quadro “Viver e Aprender” do programa, os alunos apresentaram e explicaram o conteúdo do seu blog, criado nas nossas oficinas. Além disso, falei um pouco de como o computador pode ser um aliado para os estudos de alunos e professores," esclarece a professora.

Saiba porque "O computador não é o vilão dos estudos, desde que usado corretamente! Aprenda algumas dicas de como usar a tecnologia a favor de seu aprendizado".



Aluno Repórter faz cobertura com profissionalismo

Parabéns, Carlos Alberto pela dinamização da Imprensa Jovem por meio do Programa Nas Ondas do Rádio. Essa garota vai longe e se profissionaliza ainda mais a cada novo evento coberto.

O Aluno Reporter no Twitter demonstra em cada postagem a sintonia e responsabilidade em dar a notícia em primeira mão e com a autoridade de um repórter que sabe que sua missão é contribuir para que a informação se publique e faz sentido na sociedade.

Veja o que o professor Carlos escreveu sobre a cobertura dos jovens no evento Valeu Professor no grupo de discussão:

Antes, ouça a explicação sobre a cobertura...



"... estaremos realizando a maior cobertura jornalistica infanto juvenil do Programa Nas Ondas do Rádio. Quase 30 escolas estarão movimentando cerca de 200 alunos educomunicadores ou alunos reporteres nos 17 polos onde acontecerão os eventos do Valeu Professor, ou a 1ª
Virada da Educação da Cidade de São Paulo.

Estaremos realizando a cobertura jornalistica a partir de hoje direto do gabinete do prefeito de São Paulo e amanhã uma grande equipe vai se espalhar pela cidade tomando depoimento dos professores, produzindo matérias e Twuittando muito !!!!! Alias o Twitter será a nossa ferramenta para acompanhar todos os eventos e atualizar de minuto em minutocom informações, depoimentos , impressões e até fotos que serao publicadas no Twitpic.

Será um grande desafio já que toda a formação foi realizada a distância e contou com uso de ferramenta super modernas para alcançar as escolas. Produzimos vídeos, criamos tutoriais, e cadastramos escolas utilizando o Google Docs.

Estamos certamente na crista da onda se pensarmos em uso de tecnologias super atuais para se comunicar.

A galera esta super motivada e mal espera a hora de começar os trabalhos.

Este evento tambem está abrindo outra oportunidade para o Programa que é convite de alunos educomunicadores para ser Mestres de Cerimonias. são cerca de 40 mestres de Cerimonia para todos os eventos. Nosso proposito é que outros eventos promovido pela Secretaria possam ser apresentadas por nossos alunos já que eles tem muito potencial.

Então, sabemos que ao aceitar este desafio , fomos muito ousados mas tenho a certeza peço aos amigos que esta experiência de certo. Acho que toda energia ajuda a criar condições para que este grande projeto se sobressaia e possibilite novos convites e trabalhos que possas mobilizar a garotada.

Abraços,
Carlos Alberto Mendes de Lima
PROGRAMA NAS ONDAS DO RÁDIO"
http://twitter.com/nasondasdoradio

8 de out de 2009

Educomunicação e relações na EAD

Para mim é muito interesse o artigo "Inter-relações entre comunicação e educação: a educomunicação e a gestão dos fluxos comunicacionais na educação a distância" de Ademilde Silveira Sartori (UDESC, SC) publicado na UNIrevista - Vol. 1, n° 3 : (julho 2006), porque estou juntando forças, materiais e pesquisas sobre a educomunicação na área de EAD - educação a distância - para trabalhar no meu mestrado.

"Este artigo discute a gestão de processos comunicativos na modalidade a distância. Parte-se do conceito de Educomunicação como um conjunto de ações cuja finalidade é integrar às práticas educativas o estudo sistemático dos sistemas de comunicação, criar e fortalecer ecossistemas comunicativos e melhorar o coeficiente expressivo e comunicativo das ações educativas. A gestão educomunicativa concebe circuitos de fluxos comunicacionais que possibilitam a construção e troca de sentidos, portanto de importância capital para projetos em EaD," resume o artigo Sartori.

Aliás, o professor Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo de Comunicação & Educação - NCE/USP já apontou essa questão em seu artigo no livro "Ensino on-line", organizado por Marco Silva. Para o Soares a Educação a Distância pode ser trabalhada na área de mediação tecnológica da Educomunicação - que também tem outras áreas de intervenção: formação para a comunicação, expressão e artes, comunicação para o exercício da cidadania, gestão da comunicação, dentre outras...

Acredito, particularmente, que as áreas mediação tecnológica e gestão da comunicação possam ser trabalhadas com bastante ênfase na Educação a Distância.

Dicas de textos sobre Educomunicação

"GESTÃO COMUNICATIVA E EDUCAÇÃO: CAMINHOS DA EDUCOMUNICAÇÃO" é título de artigo do professor Ismar de Oliveira Soares publicado na Revista "Comunicação & Educação" (São Paulo, 231 : 16 a 25, jan./abr. 2002) e disponibilizado no site Revistas.univerciencia.org.

Subtítulos:
- Novo campo de iiltervenq5o educativa vem se constituindo com contribuições tanto na América Latina quanto nos EUA
- Emergência de um novo campo
- Mediação Tecnológica na Educação (information literacy)
- Educação para a Comunicação (Media education)
- Gestão Educomunicativa

---------------------------------

Entrevista de Soares concedida ao Portal Geografia.
"Leia a seguir trechos da entrevista concedida à reportagem, na qual ele explica como surgiu e qual é significado do conceito educomunicação, além de indicar caminhos para os professores que queiram inserir as mídias em suas práticas de ensino," convida o portal.

-------------------------

O artigo "EDUCOMUNICAÇÃO - O QUE É ISTO?" de Donizete Soares do Site Gens Serviços Educacionais dá uma ampla descrição da área.