25 de jan de 2010

Radar Educomunicação XII

Mais um blog na Educomunicação ambiental
É o blog da Gabriele Moreira, em São João da Barra. A notícia foi dada pelo blog “Andreaambiental.blogspot” com direito a elogio à blogueira e um comentário sobre educomunicação.

“A Rede blog sanjoanense está ficando cada vez mais forte na questão ambiental. A Educomunicação vem sendo amplamente divulgada pela internet e a criação de blogs ambientais é sem sombras de dúvidas uma ferramenta elementar para a difusão da Educação Ambiental na universalidade de participação e opiniões,” declara.



Educomunicação no Programa Mais Educação, no Rio-RJ
Uma das áreas de acompanhamento pedagógico das atividades optativas oferecido às escolas publicadas do Estado do Rio de Janeiro por meio do Programa Mais Educação é a educomunicação. Esse programa vem capacitando profissionais para o ensino médio integral conforme escreve Alessandro Perin.

A formação que acontece entre os dias 25 e 29 de janeiro atende 59 profissionais. Esses profissionais são coordenadores pedagógicos, professores e membros da direção de nove escolas, que a partir deste ano começam a oferecer um período integral de aprendizado aos alunos do Ensino Médio. Trata-se do Programa Ensino Médio Inovador que oferece apoio técnico e financeiro às redes estaduais de ensino para o desenvolvimento de ações de melhoria da qualidade do ensino público.

Saiba mais, acessando a notícia na íntegra.


Educomunicação no Ning
Mais duas comunidades marcam presença educomunicativa na Rede de Relacionamento Ningu."Educomunicação e meio ambiente" criada por Mirna Tonus, de Uberlândia-MG e “Educomunicação – USP”, criada por Luci Ferraz do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE/USP).

A primeira intenciona ser um “espaço para diálogos sobre o potencial da educomunicação para a sustentabilidade e para compartilhamento de experiências relacionando educação, comunicação e meio ambiente,” descreve a comunidade em seu perfil.

O espaço do NCE tem por objetivo “a formação de uma Rede de Educomunicação para fomentarmos a disseminação deste campo, com o acompanhamento da equipe do NCE/USP, responsável pela coordenação de diversos projetos com a referida abordagem, incluindo pesquisa sobre a constatação do surgimento do novo campo da Educomunicação, finalizada em 1999,” enfatiza a descrição do perfil.

Serão disponibilizados nesse espaço materiais de estudo sobre o campo e informações sobre projetos coordenados pelo Núcleo. Algumas áreas do espaço serão abertas e outras oferecidas apenas aos alunos das salas de aula do professor Ismar de Oliveira Soares.

Os membros receberam a iniciativa com expectativa e certeza de que será uma excelente ferramenta para o campo.



Fotonovela educomunicativa

A fotonovela "A cadeira e a régua" é resultado do processo de criação de um grupo de educadores de ONGs e de professores de escolas estaduais do município de Bertioga. “A criação da fotonovela parte do princípio de que é preciso aprender, na escola, a expressar-se também através de imagens. Para agilizar esse aprendizado, propomos o uso de câmeras fotográficas ou celulares, cada vez mais acessíveis a toda a população,” descreve as informações sobre o vídeo no Youtube.

A atividade sob responsabilidade do Instituto GENS de Educação e Cultura integra o segundo momento do Curso "Cinema e Educação", do SESC Bertioga, quando os participantes passam de consumidores a produtores de comunicação.






Mostra do Ministério do Meio Ambiente

O site Pantanal News divulga que o Ministério do meio Ambiente (MMA) através do Departamento de Educação Ambiental (DEA) está organizando a 2ª Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente - Circuito Tela Verde, que deverá acontecer de junho a julho, em 250 espaços exibidores em todo o país.

Nesse ano, a Mostra abre a possibilidade para filmes e curtas que devem ser inscritos até 30 de março. “Os vídeos devem ser produzidos em processo educomunicativo, ou seja, em conjunto com a comunidade, e abordar a temática socioambiental,” afirma o site. Espera-se que os filmes ajudem a “compreender como as comunidades tomam parte nos processos da gestão ambiental pública, bem como estimular suas participações nos processos locais,” salienta.

Para que haja, de fato, a participação da sociedade, as produções podem ser elaboradas a partir de filmadora, câmera de celular com boa resolução, câmera digital. Após, serão disponibilizados em espaços educadores “como Salas Verdes, Pontos de Cultura, Coletivos Educadores, cineclubes, escolas, cooperativas,” continua a matéria.

O Circuito Tela Verde é uma mostra nacional de produções audiovisuais sobre experiências de projetos de educação ambiental, opiniões, visões de mundo e modos de vida dos membros de comunidades locais sobre o meio ambiente, os problemas e as responsabilidades ambientais.


Imprensa Jovem: Nas Ondas do Rádio

A garotada do Programa nas Ondas do Rádio () surgem como notícia no Portal R7 com a chamada “Estudantes da rede pública de São Paulo farão cobertura jornalística da Campus Party”.

São em torno de 150 alunos, entre 5 e 17 anos, que acompanham a feira de tecnologia. “Nesta semana, os estudantes fizeram um curso de formação, onde aprenderam um pouco sobre reportagens para rádio, blog e redes sociais. Além disso, eles conheceram a equipe de TV e Rádio da Campus Party para saber um pouco mais sobre vídeos e documentários,” relata a matéria.

Mas essa garotada já tem história. No ano passado também fizeram cobertura da feira. E nesse ano, estamos de prontidão para cobrir o evento do início (25) ao término, dia 31 de janeiro de 2010, no Centro de Exposições Imigrantes. Serão mais de 400 horas de programação e 500 horas de oficinas, palestras e workshops.

Acompanhe a garotada no Twitter.


Planejamento pedagógico em tempos de educomunicação

“O planejamento pedagógico em tempos de educomunicação”. O tema é atrativo, ao mesmo tempo, que desafiador. Onde está acontecendo tão importante momento? Encontramos essa façanha no blog “Este blog minha rua” do professor Franz.

O professor escreve seu artigo lembrando o início da jornada pedagógica e do momento do processo de planejamento pedagógico como algo significativo que pode contemplar o espaço das salas de informática como ambiente de aprendizagem colaborativa no processo de construção de conhecimentos.

“Nesse cenário, destacamos os Blogues como um dos catalisadores do processo educativo, graças a sua versatilidade e possibilidades multi-inter-transdiciplinares. Mas, ao contrário do que muitos pensam, os blogues não são ferramentas de educação. Os blogues são ferramentas de educomunicação, ou seja, os blogues são formas de educar através de recursos multimidiáticos capazes de integrar a formação escolar, baseada em conteúdos disciplinares, com uma proposta de reflexão e intervenção social a partir da análise, produção e socialização da informação,” destaca Franz.

Em seu artigo, vai além. Afirma que o educador precisa abandonar a práxis tradicional, ampliar horizontes conceituais, didáticos e pedagógicos. Lembra que o planejamento é um processo de reflexão e de elaboração de ações. Conclui que ignorar o potencial educomunicativo da Internet e das ferramentas virtuais de interação e criação de comunidades, é torná-lo “acrônico, defasado e deficitário de recursos, como também surdo e cego aos gritos e sinais da modernidade”.

Leia o artigo na íntegra em seu blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar o meu blog. Responderei nesse mesmo espaço!
Abraços educomunicativos!