3 de jan de 2010

Radar Educomunicação XI


O Núcleo de Comunicação e Educação (NCE) da Universidade de São Paulo (USP) não para.
Percebe-se o grau de intensidade pelas notícias publicas.
Todas estas informações são republicadas do site do NCE/USP.


NCE ministra curso presencial de produção audiovisual em São Paulo, São Sebastião, Campinas e Parati
O Projeto Bem-Te-Vi, vinculado ao Pontão de Cultura “São Sebastião tem Alma”, implementou oficinas educomunicativas de produção audiovisual, atendendo, durante o ano, dez Centros de Cultura, em Campinas, São Paulo, São Sebastião e Parati.
A parceria do NCE com o Projeto Bem-Te-Vi teve início em 2006, a convite de Ariane Porto, coordenadora do projeto com continuidade prevista em 2010.
Ao NCE cabe a supervisão pedagógica realizada pelo Prof. Ismar de Oliveira Soares com ajuda da Profª Carmen Gattás.
O projeto prioriza a alfabetização midiática de crianças, adolescentes e jovens com condições de extrema vulnerabilidade (crianças e adolescentes com câncer ou sindrome de down; crianças de aldeias indígenas ou comunidades quilombolas, entre outros grupos), mediante a produção de audiovisuais.


NCE atenderá a quarta oferta do curso a distância Mídias na Educação
O NCE também está presente no curso “Mídias na Educação” da Secretaria de Educação a Distância do MEC, desde 2005.
O curso está presente em todo o país sob a responsabilidade de universidades federais que coordenam a tutoria de salas virtuais, reunindo, cada uma, ao redor de 50 professores.
No momento, está ocorrendo a migração do curso para o âmbito da CAPES.
Ao todo, aproximadamente 50 mil professores já mantiveram contatos com o projeto.
Em 2009, o NCE atendeu em torno de três mil professores do Estado de São Paulo, num trabalho que envolveu a Secretaria Estadual de Educação, bem como o escritório da ANDIME – Associação Nacional de Dirigentes Municipais de Ensino, a Universidade Federal de Pernambuco, responsável pela certificação dos cursistas.
Além da tutoria do programa em São Paulo, o NCE responsabilizou-se pela produção de quatro módulos da mídia rádio.
Um total de 70 coordenadores de áreas e de tutores formados pelo NCE estão envolvidos no projeto.
Para 2010, o NCE estará presente na quarta oferta do curso Mídias na Educação em São Paulo, sob a coordenação de Patrícia Horta, contando com a colaboração imediata de Isabel Pereira, Richard Romancini, Marciel Consani, Salete Soares, Silene Araújo.


Está no ar: Revista Rumores
O sexto número da revista RuMoRes - Revista Online de Comunicação, Linguagem e Mídias (ISSN 1982-677X), já está no ar.
Rumores é uma publicação do Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas - MidiAto da ECA-USP voltada para a divulgação de artigos científicos e resenhas que contribuam para o debate sobre temas da comunicação, mídias e linguagem.
A edição atual consolida o site da revista, reformulado para funcionar de maneira dinâmica.
O leitor poderá navegar pelos textos publicados, independentemente da ordem das edições, pesquisando através de mecanismos de busca – recurso ainda raro em revistas digitais.
Entre outras funcionalidades, será possível também adicionar comentários aos textos publicados e enviar textos para publicação pelo próprio site.
Uma nova estrutura vem assim dinamizar todo o processo de leitura e de contato com a revista, apresentando possibilidades de busca e interatividade.


Portaria do Programa Nas Ondas do Rádio ratifica a educomunicação junto as Diretorias de Ensino e as escolas
O Secretário de Municipal de Educação, Alexandre Alves Schneider, publicou no Diário Oficial, dia 15 de dezembro, Portaria do Programa nas Ondas do Rádio, fortalecendo o papel da educomunicação nas escolas de ensino infantil, fundamental e médio de São Paulo.
A portaria foi editada em decorrência da Lei Educom aprovada em dezembro de 2004 e regulamentada em agosto de 2005, como conseqüência dos resultados positivos do Projeto Educom.radio implementado nas escolas da prefeitura, entre os anos de 2001 e 2004, numa parceria da SME e o NCE-USP.

A portaria ressalta a possibilidade de articulação do Programa com outros de natureza curricular que integram a Política Educacional da Secretaria Municipal de Educação; assim como a necessidade de desenvolver ações que promovam o protagonismo infanto-juvenil, por meio da comunicação midiática e o uso das tecnologias para produção midiática.



Educomunicação e mobilização comunitáriajunto à Plataforma Centros Urbanos, da UNICEF
Emprestar carros de som de membros da comunidade para veicular jingles educativos, organizar reuniões comunitárias sob o comando de adolescentes em parceria com grêmios estudantis e até promover mutirões temáticos em prol da garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.
Essas foram algumas das estratégias de mobilização por meio da educomunicação que deram vida aos projetos apresentados pelos 30 cursistas que concluíram, no dia 19 de dezembro, a primeira edição do curso de Educomunicação e Mobilização Comunitária no âmbito da Plataforma dos Centros Urbanos.
O objetivo foi promover a formação do educomunicador comunitário para que apóiem os adolescentes comunicadores que integram a Plataforma no desenvolvimento de práticas educomunicativas para auxiliar suas comunidades em ações de mobilização e comunicação.
Desenvolvido pela Viração, em parceria com o Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo (NCE-USP), o curso teve duração de seis encontros, realizados na sede da Viração, e contou com representantes de diferentes comunidades que integram a Plataforma em São Paulo e Itaquaquecetuba.
O último dia foi marcado pelas apresentações dos projetos que tiveram a avaliação e contribuição dos professores da USP, Ismar de Oliveira Soares, Ricardo Alexino, Luciano Maluly e Wilton Garcia, do coordenador pedagógico da Plataforma dos Centros Urbanos pela Viração, Eduardo Peterle, e Cinthia Sento Sé, representando o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).
Leia mais...


FUNDHAS e a educomunicação continua em 2010
Durante 2009, o NCE manteve assessoria pedagógica para os projetos educomunicativos da FUNDHAS e do Projeto Bem Te Vi, com supervisão do Prof. Ismar de Oliveira Soares.
Na Fundação Hélio Augusto de Sousa (FUNDHAS), a assessoria do NCE foi assumida pela Mestra Silene Araújo, tendo como objetivo acompanhar as atividades do Centro de Referência em Educomunicação, numa ação formativa para educadores e estudantes.
O projeto teve início em 2005 e terá continuidade em 2010, com atividades quinzenais.



NCE ministra curso de vídeo a distância para pontos de cultura de vários estados
O NCE desenvolveu em parceria com a ONG Bem-Te-Vi o curso online “Vídeo para Todos”, atendendo doze Pontos de Cultura em distintos estados do país, mediante um programa destinado a levar a linguagem audiovisual.
Participaram do curso online um total de 88 cursistas dos Pontos de Fortaleza – CE, Guarulhos –SP, Irecê – BA, Itabuna – BA, Juiz de Fora – MG, Paracatu – MG, Pará, Rio de Janeiro – RJ, Salvador – BA, Santa Maria – RS e São Paulo – SP.
O projeto, com a supervisão do Prof. Ismar de Oliveira Soares, incluiu uma plataforma virtual, via linguagem de blog, e uma série de videoconferências que tratam do uso do vídeo na escola.
A produção dos conteúdos e a elaboração dos módulos tiveram a coordenação técnica de Marciel Consani, auxiliado por Paulo Teles.
A coordenação pedagógica e o contato com os cursistas ficaram por conta de Carmen Gattás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar o meu blog. Responderei nesse mesmo espaço!
Abraços educomunicativos!