1 de out de 2011

Educomunicação na Rede Salesiana de Escolas

"O Conceito de Educomunicação na Educação Formal: estudo de caso da Rede Salesiana de Escolas" é o título da minha pesquisa de mestrado que estou realizando no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo (ECA-USP).


No dia 26 de setembro, às 14 horas, aconteceu meu Exame de Qualificação com uma banca formada pelo meu orientador Prof. Dr. Ismar de Oliveira Soares (ECA-USP), a Profª Maria Immacolata Vassalo Lopes (ECA-USP) e a Profª Heloisa Dupas Penteado (FE-USP).
No momento, apresentei um power point com algumas linhas gerais contidas no Relatório de Qualificação entregue anteriormente, dispondo-me a acolher as orientações da Banca para o redirecionamento da pesquisa.

Compartilho essa apresentação em meu blog com aqueles que têm acompanhado os meus passos nessa pesquisa.

Sobre os Professores da Banca

Ismar de Oliveira Soares (ECA-USP)
Detectou, em 1999, um novo campo de intervenção social na inter-relação comunicação/educação com existência propria.
Essa constatação se deu a partir de uma pesquisa realizada em toda a América Latina com 172 especialistas que já trabalhavam nessa inter-relação.
Pode, dessa forma, sistematizar o conceito que hoje encontra-se legitimado na sociedade brasleira, latino-americana, e porque não dizer, mundial.
Desde o ano 2000, o pesquisador vem acompanhando a Família Salesiana, mais especificamente o ramo feminino do grupo - Salesianas (Ecosam) - quando assessorou a Proposta de Educomunicação para a Família Salesiana, num evento em Caracas.
Esse documento foi assumido, em 2001, pela Escola Salesiana América (ESA) para ser aplicado em todas as escolas salesianas do continente americano.
Desde 2002, a educomunicação é assumida no Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas) como revitalização do carisma salesiano em todo nos cinco continentes. Em 2008, ganhou uma publicação específica para aprofundar ainda mais o conceito.
Em 2002, fora criada a Rede Salesianas de Escolas (RSE) no Brasil - fruto das reflexões da ESA e o conceito de educomunicação passa a ser incorporado nessa rede de escolas salesianas. Desde 2009, o conceito vem sendo trabalhado com mais afinco na Rede, tendo já realizado encontros formativos em 2010 e 2009 nos Polos de gerenciamento da RSE: Manaus, Campo Grande, São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre.



Maria Immacolata Vassalo Lopes (ECA-USP)
A professora Immacolata é autora de uma metodologia específica para se estudar a comunicação social em que trabalha com a intersecção entre níveis e fases da pesquisa.
Os níveis epistemológico, teórico, técnico e metódico estão presentes em cada uma das fases: definição do objeto, observação, descrição, interpretação e conclusões.
Estamos trabalhando sua proposta metodológica, intercalando também com o novo "Mapa das Medições" de Jésus Martín-Barbero (2003) que articula as mediações de Matrizes Culturais, Lógicas de Produção, Formatos Industriais e Competências de Recepção ou Consumo. A relação dessas mediações se configuram em novas mediações: Institucionalidade, Tecnicidade, Sociabilidade e Ritualidade.
Ainda, encaramos a pesquisa como uma "casa" em construção.


Heloisa Dupas Penteado (FE-USP)
A professora Heloisa vem trabalhando em parceria com o Núcleo de Comunicação e Educação desde o final dos anos noventa. Inclusive foi uma das especialistas que participou da pesquisa realizada por Soares, entre os anos de 1997/1998, quando se detectou esse novo campo de intervenção social.
Ela é autora da proposta metodológica "pedagogia da comunicação" - considerada uma das áreas de intervenção da Educomunicação.
Essa área é uma feliz relação com a educação formal, por este motivo pretendemos desenvolver um capítulo específico sobre a Pedagogia da Comunicação.

Status
Último estágio concluído: Banca de Qualificação
No momento: continuando a pesquisa: corpus, questionários, entrevistas, observações etnográficas...
Defesa: Agosto/2012

Nota: Inicialmente, ao ingressar no mestrado em março de 2010 estava sob outra orientação e com outro tema. Mas, como a mudança de orientação, em janeiro de 2011, os rumos da pesquisa encaminharam para algo que é muito significativo para mim por tratar do assunto/tema que é prioridade em minha vida: a Educomunicação. Ao mesmo tempo, estudar a rede salesiana é reavivar muito da experiência vivida entre os anos de 1988 a 2003 quando estive no cerne da vida salesiana.

2 comentários:

  1. Estimada Colega,
    felicito-a por mais esse passo. Oxalá possamos conhecer em breve a tese.
    MP

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, porfessor Manuel!
    Seu comentário em meu blog é honra, sabendo de sua larga experiência na relação comunicação/educação. Além do mais, seu blog chama-se Educomunicação.

    Obrigada!

    atenciosamente,

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar o meu blog. Responderei nesse mesmo espaço!
Abraços educomunicativos!