5 de ago de 2009

Educomunicação em revista colombiana no artigo do professor Ismar de Oliveira Soares


Soares, um dos papas da interrelação “comunicação-educação” traça percurso da área Educomunicação desde os anos 90 até hoje.

O artigo de autoria do coordenador do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE/USP) da Universidade de São Paulo (USP), professor Ismar de Oliveira Soares foi publicado na revista “Nómadas” da Universidade Central de Bogotá, Colômbia, na edição de abril deste ano.

Soares analisa os caminhos e os desafios da Educomunicação na América Latina em um texto, em espanhol, que discute a trajetória do conceito e da prática educomunicativa na América Latina, a partir de autores consagrados e especialmente da prática da sociedade civil.

Com o título “Caminos de la educomunicació n: utopías, confrontaciones, reconocimientos”, pode ser acessado pela Internet: clicando aqui.

Aponta como desafios a formação dos educomunicadores e a garantia de coerência de sentidos diante das contradições ao enfrentar a prática. Desde a pesquisa realizada com educomunicadores entre os anos de 1997 e 1999 pelo NCE, com educadores que trabalhavam com a aproximação dessas duas áreas – educação e comunicação.

Foram detectados os “valores educativos que davam suporte às articulações exercidas por esse profissional deste novo campo: a opção por aprender a trabalhar em equipe, respeitando as diferenças a valorização dos erros como parte do processo de aprendizagem o amparo a projetos dirigidos à transformação social d) a gestão participativa de todo o processo de intervenção comunicativa,” ressalta Soares no artigo.

Ainda na pesquisa foram identificados quatro movimentos que se articulam em direção à utopia educomunicativa. “A recepção qualificada, a educação popular, a articulação coletiva para a transformação social,” detalha o pesquisador. Segundo ele nos anos recentes, agrega-se a essa utopia o reconhecimento da educomunicação como direito de todos alcançado mediante as políticas públicas.

São esses detalhes que Soares vai destacando em todo o artigo, organizado em subtítulos que vão adentrar nessa história. Em “La utopia de la educación popular” destaca o diálogo “inter-muros” e “extra-muros”. No item sobre “La utopia de la educomunicación como derecho de todos alcanzado mediante las políticas públicas” apresenta experiências que vem sendo desenvolvidas com intencionalidade, tais como: a desenvolvida na cidade de São Paulo que define a educomunicação como uma política pública a adoção da educomunicação nas obras salesianas (Filhas de Maria Auxiliadora) nos cinco continentes o diálogo com a educomunicação e sobre ela nos períodos Jornal da Tarde e Canal Futura.

Vale a pena ler todo o artigo para entender o motivo que faz a educomunicação ser tão atrativa, desafiadora e instigante para o mundo educacional e comunicacional.


Resumo do artigo

O artigo assume a hipótese de que a educomunicação se consolida como campo de diálogo que mobiliza grandes estruturas. Identifica quatro movimentos que se articulam para garantir sua especificidade: a recepção qualificada, a educação popular, a articulação coletiva para a mudança social e, a partir dos últimos anos, o reconhecimento da educomunicação como direito de todos alcançado tanto mediante ações de um sem-número de organizações não-governamentais que a assumem como metodologia de ação, quanto mediante de planos globais de políticas públicas.

Analisa, então, vários projetos no Brasil que tentaram transformar a escolarização mediante procedimentos próximos ao sentido dado ao conceito de educomunicação pelo movimento popular.

Palavras-chaves: educomunicação, teoria das mediações, educação popular, comunicação participativa, políticas de comunicação, gestão da comunicação.


Mais sobre o professor Ismar

Entrevistas e artigo no Aprendaki


Postura dialógica, vocação educomunicativa

Educomunicação: Gestão de Processos

Práticas educomunicativas, um olhar sobre o inacabado


* Matéria também publicada no Aprendaki.

2 comentários:

  1. Olá ...... tudo bem?

    Sou aluno do Curso de comunicação Social – Jornalismo da UFSJ e tive o prazer de participar de uma palestra ministrada pelo educomunicador Ismar de Oliveira Soares,,e de integrar uma equipe que desenvolveu um trabalho em uma escola local.
    http://www.vanufsj.jor.br/p/educomunicacao.html
    Me possibilitou tirar muitas duvidas e aumentou a minha vontade de tornar um EDUCOMUNICADOR …...... :) tornou pra min uma grande inspiração.
    Adorei as informações do blog, os artigos e demais conteúdos são excelentes. Porém tenho uma observação quanto ao layout de sua página:
    muita informação no design, cores muito chamativas que acabam desconcentrando na leitura do conteúdo.
    Muito obrigado por compartilhar suas conquistas na Educomunicação. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por suas considerações, Delcimar!
      Vou estudar suas observações e, logo realizarei, alterações.

      Abraços

      Excluir

Obrigada por comentar o meu blog. Responderei nesse mesmo espaço!
Abraços educomunicativos!